5 de março de 2012

Dicas para aproveitar uma viagem a trabalho

Às vezes as viagens à trabalho são tão corridas que temos ainda menos tempo pra nós mesmas do que aquela meia hora pra tomar banho e escovar os dentes. Não dá pra fazer passeios de turista, museu, biblioteca, parque ... fecham cedo e você está trabalhando... Mas já que dá pra dormir diretão, fechar o expediente à meia-noite e levantar às 7:30 sem intervalos, tire um tempo pra você!

1. Assista todos os seriados e filmes policiais violentos que você não pode ver com seu filho às 7 da noite. Eu me esbaldo de Law & Order Special Victims... cenas nojentas e barbaridades com crianças o tempo todo. Não deixo o bichinho ver em casa. Mas no hotel eu tiro o atraso.

2. Leia 200 páginas de um livro, ou leia tudo, ou leia dois. Lembra de quando você era pobre e avulsa? O livro não era bonitinho, vinha da biblioteca pública ou do sebo, mas era só seu pelo tempo que você quisesse que fosse. Então aproveita e volta a sentir aquele prazer de ler um novelão em uma noite só. E com livrinhos cheirando a tinta. Delícia!

Repara no horário! Só mesmo pra avulsos e pães em viagens a trabalho!
3. Compras! Experimente todas as sandálias e botas cowntry da loja sem se preocupar com a hora de comer, de dormir e de tomar banho! Nem precisa comprar nada, só de bater perna, provar uma coisinha aqui e outra ali, já vale a pena.

4. Vá nos encontros com os colegas. Tome uma cervejinha, jogue boliche (bleargh!), converse. Mas quando o pessoal não tem filhos é bom manerar com o assunto... dizem que pior do que conversa de pães recentes, só de avó recente. Se o público não for favorável, complica. Mesmo num bar punk ouvindo banda de metal eu lembro que Tomás disse isso ou aquilo. Pessoal do IBGE é gente boa e ouve tranquilo. Os poucos que vão em bares punk ouvir metal, claro. Mas nem todo mundo leva na esportiva.

5. Coma bacon, batata frita e tome coca-cola sem medo do mau exemplo! Esqueça a salada por uns dias! Coma pudim de sobremesa! Masque chiclete!

6. Marque uma horinha na estética. Eu não gosto dessas coisas, mas decidi cortar o cabelo em viagens a serviço sempre que possível. A gente vai mais calma, sem correria e consegue pensar direitinho no corte que quer. Fora que nas cidades do interior (menores ainda que Pato Branco) é muito mais barato. O corte atual me custou só R$ 15,00! E como salão fecha tarde, você não perde serviço.

Hum... sim, eu faço essas coisas aqui em Patópolis mesmo, com o petiz por perto, ou junto. Mas sabe, cronometrando no relógio? Sempre com a cabeça no próximo compromisso? Poizé. Abusar dos horários mesmo só em viagens solitárias...

---
Mais pãeternagem:


Pãeternagem
Mãe que trabalha, mãe que viaja
- Tomás vai pro castigo agora e já volta
- Sugestões de presentes para crianças de 2 anos
Pro seu filho comer de tudo, siga minha intuição
- Dica para pães ocupados: feijão no vapor à vácuo

Blogs de quinta:


Super Duper - Anne, Joaquim e Tomás
Mãe Geek - Gisela e Luisinho
- Diário de uma mãe polvo - Mari, Ciro, Stella, Leo e Pedro

Nenhum comentário:

Postar um comentário