17 de outubro de 2011

Dia 16 - Isso não é tão mau assim... muito pelo contrário!

A Tábata, do Happy Batatinha, convida os leitores todo ano pra uma série de postagens sobre literatura. Esse ano, cada dia do mês de outubro tem uma pergunta para inspirar um post. Dia 16 e o livro que te surpreende.

Dia 16 – Cite um livro que você achou que não iria gostar e acabou adorando.

Peguei, não me lembro como... num sebo? por troca? comprei na internet? Esse eu realmente não lembro de onde veio. Eu lembrava de umas propagandas de lançamento de outro livro dele nos pontos de ônibus de Curitiba, onde se anunciavam livros de Lia Luft e Cony, então achei que era o tipo de crônica do dia a dia chatonilda que eles escrevem. E o começo não me animou muito, um cara estropiado numa pensão, olhando o céu e ouvindo as histórias de um velho e etc. Parecia muito tudo aquilo que eu não queria que fosse. Mas o cotidiano de cidadezinha me venceu. A história começa a ficar muito boa e... bum! Acho que é um dos livros mais legais da literatura brasileira de hoje. Esperando ansiosamente pelo filme.

Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios. Marçal Aquino.


Nenhum comentário:

Postar um comentário