28 de outubro de 2011

Dia 28 - Site de cabeceira

A Tábata, do Happy Batatinha, convida os leitores todo ano pra uma série de postagens sobre literatura. Esse ano, cada dia do mês de outubro tem uma pergunta para inspirar um post. No dia 28, ledos enganos!

Dia 28 – O que você faz quando encontra uma palavra que não conhece durante a leitura? Para para procurar no dicionário? Anota para procurar depois? Ou tenta deduzir seu significado pelo contexto?

Eu não ia atrás das palavras, não. Deixava passar. Deduzia mais ou menos o significado e seguia em frente. Sem pestanejar. Comecei a perceber o quanto eu estava perdendo com isso há pouco tempo. As palavras começaram a ter mais importância pra mim. E então eu não sabia o que elas diziam. Como, por exemplo, ledo. De "ledo engano", Ledo Ivo, aquela sua tia Leda. Significa, é? Sim!

dicio
Eu achava que "ledo" era sinônimo de "mero", "fútil" ou "tolo". Mas a sutileza da coisa. Um ledo engano é um engano feliz! Divertido. Quando alguém diz que você cometeu um ledo engano, não está rindo de você, está rindo com você. Faz diferença, não?

Essa leda constatação de que eu sou péssima com palavras difíceis começou a me incomodar nesses dois últimos anos. Uma colega de trabalho muito querida volta e meia me pedia o que significava uma palavra qualquer. E aí que eu nunca sabia exatamente o que era. Às vezes eu imaginava que a coisa era exatamente o contrário do que é realmente. Já coloquei o dicio na minha barra de favoritos e prometo nunca mais deixar passar uma desconhecida em branco. Jamais, em tempo algum. Será que dá?

Nenhum comentário:

Postar um comentário