13 de setembro de 2012

Quem tem medo de monstro, Ruth Rocha e Mariana Massarani


Segundo livro do tema "terror" e décimo quarto do ano do Desafio Literário 2012. A edição é da Global, 2004. Emprestamos na biblioteca do SESC aqui em Pato Branco.

Como eu quero resenhar pelo menos um livro infantil de cada tema, de preferência algum que o Tomás também tenha lido, pegamos esse.  E é uma delícia!!! Perfeito pros dois anos e meio em diante, quando as crianças começam a ter medo das coisas e já sabem o que é um fantasma, um pirata, uma bruxa e, é claro, quem é o Lobo Mau, o maior, mais aterrorizante e mais amado vilão das histórias para pequeninhos. Seria o lobo um serial killer? Será? Hein? Tô pensando nisso, acho que dá pra incluir um livro sobre ele no mês de janeiro!

Mas voltando ao livro de hoje. Será que nossos maiores medos são tão poderosos quanto a gente pensa? Será que eles não tem medo também? Pode ser que sim, hein...

Era uma bruxa malvada
que assustava a criançada
com seu terrível ruído
Mas o que ninguém sabia
é que ela também sofria,
tinha medo de bandido!

Era um bandido terrível,
e era muito temível
a sua voz de trovão!
Mas ele tem um segredo.
É que ele também tem medo,
medo de bicho-papão!

O bicho-papão é um chato,
faz barulho e esplhafato.
Amedronta e desacata...

Mas na verdade, coitado,
ele está muito apurado...
pois tem medo de pirata!
E é também uma poesia engraçada pras crianças declamarem nos concursos! Aliás, né, mais uma poesia infantil divertida como não são as "poesias para adultos".

A ilustradora, Mariana Massarani, bloga no "Muitos desenhos" suas inspirações, rascunhos e trabalhos. Vale conferir.

E olhem que legal, a Adri vez um teatrinho de palitos para contar a história! Ótima ideia!


Cinco estrelinhas. Em cinco.

---
Outras resenhas:

Noite e Dia, Virginia Woolf;
A melhor HQ de 1980;
Água para elefantes, Sara Gruen;
Buracos, Louis Sachar;
Preconceito Linguístico, Marcos Bagno;
O livro do contador de histórias chinês, Michael David Kwan
Oriente. Ocidente, Salman Rushdie
A jogadora de go, Shan Sa
Unhas, Paulo Wainberg
- A mulher do viajante no tempo, Audrey Niffenegger
Pinóquio, adaptação de Guilhaume Frolet
Clara dos Anjos, Lima Barreto
O rapto das cebolinhas, Maria Clara Machado
Cozinheiros Demais, Rex Stout

Um comentário:

  1. Saudades de meu tempo com Ruth Rocha, foram bons tempos - mas acho que já falei isso aqui um milhão de vezes.

    E concordo, o lobo mau é mesmo o vilão mais amado das histórias infantis, está em quase todas ;)

    O único teatro de palito que fiz foi de Ali Baba e os Quarenta Ladrões, mas fui apenas um camelo, rsrs.

    ResponderExcluir