16 de outubro de 2012

Mld1M - O que te faz largar a leitura de um livro no meio do caminho?

Dia 16! E a pergunta é...


O que te faz largar a leitura de um livro no meio do caminho? Que defeitos imperdoáveis um livro tem que ter para você abandoná-lo?

Vou contar sobre os livros aclamados que abandonei. Aí acho que dá pra entender melhor a coisa. Eu abandono por vários motivos:
1. Estar mal escrito:

bleargh.
  • odiei o estilo do Alan Massie, achei fraquíssimo, sem pesquisa, sem cuidado. Abandonei "Artur" dele, principalmente por ser muito ruim. Não consegui me apegar nem sendo minha mitologia favorita. 
  • outro que abandonei por achar mal feito foi "Os príncipes da Irlanda", do Edward Rutherfurd. Em 2009 eu fiz resenha no skoob:
"Eu esperava emoções fortes e personagens carismáticos, mas encontrei uma colcha de retalhos. São pequenos episódios muito separados no tempo. Séculos entre uma história e outra, não existe nenhuma genealogia entre os personagens... eu gosto muito mais de romances centrados em poucos personagens complexos, uma história não exatamente "real", mais literária e mais divertida. Além disso, o autor tem uma mania chata de interromper a narrativa nos momentos mais interessantes, mudando o foco para outro "núcleo" de personagens. Ok, o Bernard Cornwell também, mas o Cornwell faz isso de forma transparente, para que nós consigamos entender o que está acontecendo em todos os lugares ao mesmo tempo. Já o Rutherfurd parece usar isso como um elemento de climax, que acaba enchendo o saco."

2. Ter muita narrativa psicológica:

  • amo, adoro a Lygia Fagundes Telles. Os contos dela são primorosos. Mas "As meninas", não desceu. Todo o começo é pensamento de uma das meninas e... ela não sai de casa! Muito, muito chato. Não aguentei. E foi a segunda vez que tentei ler. Acho que não vai dar.

3. Não trazer uma ação relevante nas primeiras 30 páginas, ou "o mal do meu pouco tempo"

  • "Morte em Veneza", Thomas Mann; 
  • "Doutor Jivago", Boris Pasternack; 
  • "O Hobbit" e "O Senhor dos Anéis", do Tolkien;
  • "O pêndulo de Foucault", do Eco;
  • "O lobo da estepe", Herman Hesse.
E então tem os livros que eu abandonei não por defeitos do livro em si, mas por circunstâncias alheias a ele...

4. Livros que foram muito bem adaptados para o cinema ou TV. Não consigo ler quando até a locação é parecida. Aí abandonei Dexter e o "Devoradores de Mortos", do Michael Crichton, que deu origem ao filmão "O 13º guerreiro". Vikings! Mas é muito muito parecido, então não consegui ler.



5. Livros que me deram muito medo, falei deles ano passado:

  • Lolita, Nabokov
  • Tereza Batista Cansada de Guerra, Jorge Amado. 
---
O Meme Literário de Um Mês 2012 é proposto pelo blog Happy Batatinha. Veja lá as regras e as perguntas para o mês inteiro.

Vocês que estão vindo de lá, se quiserem conhecer melhor a quitanda, tenho resenhas de livros para público adulto e infantil.

Aqui, as outras respostas do MLd1M 2012.

E aqui, as minhas respostas do MLd1M 2011.

Nenhum comentário:

Postar um comentário